Um dos itens indispensáveis de uma viagem, sem dúvida alguma, é a mala. Independente dela ser simples ou não, sua função é a mesma: guardar objetos que serão utilizados no destino final. No entanto, quem não tem curiosidade para saber quais são as malas mais caras do mundo?

Com suas marcas estampando excelência e qualidade, são poucas as pessoas que realmente podem comprá-las. Então, aproveite para conferir, abaixo, que malas são essas e qual o conceito por trás de cada uma delas.

1 – Mala Hermès

A Hermès é uma das grifes mais famosas ao redor do mundo e teve a sua origem na França. Ela é extremamente conhecida por causa de suas bolsas e acessórios de luxo, vestindo inúmeras celebridades em todo o globo. Além disso, estilo e sofisticação se unem quando o assunto se volta para as suas peças.

Muitas pessoas não sabem, mas essa marca está responsável pelas malas mais luxuosas e caras de todo o mercado do mundo da moda. A empresa costuma receber muitas encomendas para a fabricação de malas personalizadas, levando em conta os desejos dos clientes.

Uma das coleções mais caras, sem dúvida alguma, é a Calèche-Express Luggage, composta por 3 diferentes tamanhos de mala. Seus valores giram em torno dos  US$ 6 e US$ 8 mil cada uma. Ou seja: este é um item de luxo que poucas pessoas podem pagar. 

2 – Louis Vuitton

Outra marca de grande destaque, seja por causa de seus preços ou pelo estilo, é a Louis Vuitton. Com seus diversos modelos caros e elegantes, ela acabou ganhando o coração dos fãs dos artigos de luxo, principalmente daqueles que desejam viajar e encher o aeroporto e o avião de estilo e sofisticação.

A marca, em seu início, já possuía uma história bastante intimista com baús de viagens empilháveis. Além disso, hoje é possível encontrar malas mais específicas, assim como a mala de sapateiro. Por meio dela, os proprietários podem transportar sapatos sem que eles sejam danificados no caminho, configurando uma grande vantagem.

Outro grande ponto que faz com que as malas custem tão caro está na ornamentação com o monograma da marca. Isso quer dizer que você terá a possibilidade de se banhar em estilo e ainda mostrar para o mundo de onde vem uma mala tão bonita, luxuosa e de alta qualidade.

3 – Gucci

As malas da Gucci, uma marca italiana extremamente conhecida ao redor do mundo, possui um grande diferencial, principalmente para aqueles que não querem viajar sem suas malas maravilhosas. Todos os detalhes são pensados inteiramente para proporcionar uma maior comodidade e, também, o luxo por onde quer que o passageiro vá.

Outro detalhe de extrema importância sobre as malas da marca é que elas podem ser personalizadas de acordo com a cor, o material e as iniciais de seus solicitantes. Por isso, elas acabam se tornando únicas, especiais e com um preço bastante salgado para o mercado tradicional.

4 – Delsey

A Delsey também é uma empresa francesa que está em constante expansão no mercado da moda. Suas malas são recheadas de conceito e podem fazer com que a sua viagem seja muito mais luxuosa e cara, também. Um dos pontos mais especiais é que a empresa está, de fato, voltada para a confecção de malas de viagem.

Sua fundação aconteceu no ano de 1946, onde a empresa possuía uma presença bastante marcante em mais de 100 países. Seu sucesso está, especificamente nas malas com designs mais audaciosos, funcionais e, também, seguros e com uma resistência acima da média para quem deseja viajar com um estilo único.

5 – Prada

A Prada é uma grife que todas as pessoas conhecem apenas quando falamos o seu nome. Suas malas podem ser encontradas nos mais variados materiais e com cores bem específicas para completar o seu estilo. Um dos principais materiais utilizados para a confecção é o couro Saffiano.

No ano de 2016, o serviço Travel Made to Order foi criado, prezando a qualidade com a qual os clientes poderiam personalizar suas bagagens e escolher os materiais, cores e o formato com o qual a logo iria aparecer em seu item. O viajante terá a opção de colocar as iniciais na mala, escolhendo a textura e a firmeza.

6 – HJ Cave

A HJ Cave é mais um clássico das malas mais caras do mundo. A empresa londrina entrega aos seus clientes artigos de couro de luxo. Desde o ano de 1839, ela se mantém muito atuante na fabricação de malas de luxo, feitas artesanalmente com os materiais mais resistentes do mercado.

Atualmente, a marca é considerada a primeira empresa a começar com o ramo de fabricação de malas de luxo pelo mundo. Além disso, a empresa continuará com a fabricação de modelos antigos, com um ar clássico para garantir a felicidade e estilo de seus clientes.

7 – Chanel

Uma das grifes francesas mais conhecidas ao redor do mundo não poderia ficar de fora da lista de malas mais caras do mundo. Sem dúvida alguma, a Chanel é especialista em acessórios de moda, bem como alguns bens de luxo, o que acaba incluindo malas de viagem e as suas famosas bolsas.

As malas Chanel são extremamente procuradas por quem deseja detalhes robustos e elegância, uma característica intrínseca à marca. Para quem deseja viajar com estilo, e não se importa em ter que desembolsar um grande valor, elas são as mais adequadas, visto que segue critérios rígidos de acabamento e corte.

8 – Balenciaga

Para fechar a lista das malas mais caras do mundo, a Balenciaga traz os seus destaques em meio ao mundo da moda. A grife de origem espanhola preza pela qualidade de seus materiais, bem como pelo perfeccionismo em cada uma de suas peças, com design moderno e inovador.

Quando falamos de marcas com luxo e sofisticação, ela é a primeira que vem à mente, ou pelo menos é uma das primeiras. Suas malas de grife são consideradas um must, fazendo com que a viagem se torne ainda mais elegante e de alta qualidade.

A estrutura permite que os visitantes passeiem por cima do Recinto Oceânico

Chamou a atenção nessa quinta (16) a aparição de um tubarão-martelo próximo ao molhe da Barra Sul na praia central em Balneário Camboriú (SC). Quando o assunto é tubarão aguça mesmo a curiosidade das pessoas, ainda mais por ser raro essa espécie aparecer tão perto da praia.

Mas se você tem vontade de ver ainda mais de pertinho um tubarão, então não pode perder a oportunidade de visitar o Oceanic Aquarium e ver de frente, de lado e agora também de cima o casal mais famoso do aquário. Shark e Sharkira são tubarões adultos, da espécie mangona, cada um tem mais de 2m de comprimento e vivem no Recinto Oceânico desde dezembro de 2020. A passarela de vidro suspensa de 30m² vai proporcionar que os visitantes andem por cima do habitat que tem, além dos tubarões, outras 20 espécies em mais de 300 mil litros de água.

“Nossa intenção é que os visitantes possam ter uma experiência totalmente diferenciada, ainda mais que essa é a única passarela sobre um recinto aquático no Brasil. Poder ver um casal de tubarões e outras espécies marinhas por diferentes ângulos é uma emoção e tanto, e queremos que nossos visitantes sintam isso”, destaca Cristiano Buerger Filho, diretor do Grupo Oceanic.

A passarela de vidro suspensa sobre o Recinto Oceânico foi inaugurada no sábado (18). Feita em vidro e ferro, é completamente segura, suporta até 2 toneladas por m² e está localizada no primeiro andar do empreendimento, que foi totalmente reformado para dar espaço à estrutura e para outras novidades que em breve serão divulgadas. Passar por ela é opcional e não altera o valor do ingresso da atração.

Conservação da espécie

O Oceanic Aquarium participa do Plano de Ação Nacional para a Conservação dos Tubarões e Raias Marinhos Ameaçados de Extinção, como é o caso dos tubarões mangonas e outras 24 espécies inclusas no programa. A intenção é aliviar os impactos sobre esses animais e seus ambientes, para fins de conservação em curto prazo. É uma ação em conjunto de aquários e zoológicos de todo o país aprovado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade.
Oceanic Aquarium conta com 27 recintos, mais de 130 espécies e 2 mil animais de água doce e salgada. Além de um viveiro de imersão com aves australianas e um recinto cilíndrico para as águas-vivas. Tem também fotos temáticas e loja de souvenir.

Conheça as melhores praias do sul do Brasil!

Serviço
Oceanic Aquarium
Segunda a sexta das 9h às 18h (horário da bilheteria)
Sábado e domingo das 9h às 19h (horário da bilheteria)
Avenida Normando Tedesco, esquina com a rua 4000.
Instagram: @oceanicaquarium
Facebook.: @oceanicaquariumoficial
Site.: www.oceanicaquarium.com.br

🐧 Os pinguins fugiram de novo, dessa vez do frio 🐧

Estava tão frio aqui no Sul do Brasil, que eles saíram do seu recinto pra passear um pouco pela Floresta Tropical do Oceanic Aquarium e conhecer as outras espécies!

Os pinguins adolescentes Joey, Ross, Chandler, Phoebe, Mônica e Rachel foram criados sob cuidados humanos pelo Instituto Argonauta e moram no Oceanic Aquarium em Balneário Camboriú (SC) desde dezembro de 2019.

Os Pinguins de Magalhães não gostam tanto do frio como os de outras espécies, por isso nessa época em vida selvagem eles migram da Argentina para águas mais quentinhas.

O recinto deles tem temperatura de 19º mas nesses dias frios a sensação térmica é menor e eles passam mais tempo na água. Por isso, para repor a energia, comem mais também. Um peixe a mais por refeição, eles almoçam 3 sardinhas e 2 manjubas e a mesma coisa na janta cada um.

Na Floresta Tropical eles visitaram o Geam e o Carlos, as lontras. Os pirarucus, as tartarugas e nossos jacarés Alfredo, Judite e Catarina.

Depois do passeio inusitado, retornaram ao recinto. Todos os cuidados para o bem estar dos pinguins foram tomados pela nossa equipe técnica, que também acompanhou o passeio.

Serviço
Oceanic Aquarium
Segunda a sexta das 9h às 18h (horário da bilheteria)
Sábado e domingo das 9h às 19h (horário da bilheteria)
Avenida Normando Tedesco, esquina com a rua 4000.
Instagram: @oceanicaquarium
Facebook.: @oceanicaquariumoficial
Site.: www.oceanicaquarium.com.br

Um café da manhã no Sheraton Rio marcou, nesta terça-feira ensolarada (10/08), o início do 1º FAMTOUR DE EXPERIÊNCIA DE LUXO RIO DE JANEIRO do mercado nacional, promovido pela Dio Operadora, em parceria com o Rio Convention & Visitors Bureau, com foco nas agências de viagens do segmento luxo do Espírito Santo. Estiveram presentes a diretora executiva do Rio Convention & Visitors Bureau, Roberta Werner, e o diretor da Dio Berkana, Marcello Gandara Corrêa.

Visitas

Ao todo, oito agências de turismo do Espírito Santo participam do roteiro, que inclui visitas a hotéis 5 estrelas do Rio de Janeiro, alta gastronomia e atividades, além de cartões postais para vivenciar o que o Rio tem de melhor. Visita do campo de golfe olímpico e da Marina da Glória bem como dos hotéis Sheraton, Grand Hyatt, Fairmont, JW Marriot, Hotel Santa Teresa e Hotel Nacional.

Dados precisam melhorar

Dados do Rio CVB indicam que o mercado do Espírito Santo está em último lugar entre os 10 maiores emissores de turistas para o Rio de Janeiro no ano de 2019, perdendo para BSB (Brasília), CGH (SP), POA (Porto Alegre), GRU (SP), CNF (Belo Horizonte), CWB (Curitiba), REC (Recife), SSA (Salvador), e FOR (Fortaleza).

O Potencial do Espírito Santo

“O Espírito Santo é um mercado emissor e tem grande potencial de crescimento. Entendemos que o momento é propício para o turismo nacional, com foco em localizações mais próximas e queremos estar na vanguarda da atuação do mercado”, analisa Aline Prado, gerente do Dio Operadora, que organizou a ação juntamente com Bárbara Castro, responsável pelo seu departamento de marketing.

“As empresas estão juntas pela divulgação do destino carioca. O mercado nacional está despertando, as pessoas desejam viajar e temos que mostrar o quão o Rio está pronto para receber os turistas, com novas atrações e total comprometimento dos receptivos com os protocolos de segurança”, destaca Marcello Gandara Corrêa, o diretor da Dio Berkan.

ATENÇÃO! Águas Vivas em Balneário Camboriú. Elas são a nova atração do Oceanic Aquarium e habitam o primeiro recinto cilíndrico do Brasil para a espécie.

Nada de medo ou queimaduras! Venha ver de pertinho a beleza das águas vivas no Oceanic Aquarium. Em um recinto só delas e feito para elas, já marcam história habitando o primeiro aquário cilíndrico do Brasil para a espécie. Ele fica entre o recinto dos pingüins e dos tubarões mangona.

Algumas curiosidades sobre as medusas, que são as águas vivas adultas: são animais marinhos invertebrados, 95% do corpo é composto por água salgada, têm formato de sino, possuem tentáculos, não têm cérebro e sim uma rede de neurônios difusos, existem há mais de 650 milhões de anos, são dezenas de espécies e possuem uma capacidade de regeneração e cicatrização muito boas.

As águas vivas do Oceanic são brancas, mas o visitante pode contemplar em cores diversificadas a beleza desses animais incríveis, que até parecem dançar na água. Isso porque o aquário alterna as luzes de led em tons de azul, verde, vermelho. A espécie vem acrescentar o nosso plantel que hoje conta com mais de 140 espécies e dois mil animais.

Conscientização

Elas passam a fazer parte do aquário inclusive como uma ferramenta para a Educação Ambiental. Sabemos que hoje o plástico é um dos maiores inimigos dos animais marinhos e algumas espécies de tartarugas se alimentam de águas vivas e as confundem com sacolas plásticas. Acabam comendo e por conseqüência morrem por obstrução e/ou inanição, pois sentem uma constante saciedade após a ingestão do plástico e acabam emagrecendo. Nós seres humanos vemos a diferença, as tartarugas não. É urgente a necessidade de reduzir o uso de plástico para o equilíbrio do meio ambiente.

ATENÇÃO! Águas Vivas em Balneário Camboriú

Visita Segura

O Oceanic Aquarium ressalta que está com todas as medidas sanitárias necessárias para o enfrentamento ao coronavírus: aferição de temperatura, túnel de desinfecção com névoa ozonizada, tapetes químicos, dispenseres de álcool em gel, mais cinco renovadores de ar, sanitização diária com empresa certificada e informativos de orientação. O aquário recebeu três importantes selos por esses cuidados: o Safe Travels do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), o Turismo Responsável – Limpo e Seguro do Ministério do Turismo e o Viaje + SC do governo estadual.

Parceria

As águas vivas foram cultivadas em cativeiro no Laboratório de Ecotoxicologia da Universidade do Vale do Itajaí (Letox/Univali), a ação é fruto de um projeto de assessoria técnica prestado por uma equipe da Escola do Mar, Ciência e Tecnologia da Universidade.

ATENÇÃO! Águas Vivas em Balneário Camboriú

Serviço

Oceanic Aquarium
De segunda a sexta-feira das 9h ás 18h (entrada até ás 17h)
Sábado e domingo das 9h ás 19h
Ingressos: R$48,00 e R$24,00 meia-entrada
Avenida Normando Tedesco, esquina com a rua 4000, Barra Sul – Balneário Camboriú (SC)
Passaporte da Diversão: 01 ingresso para o Oceanic Aquarium + 01 ingresso para o Classic Car Show por R$69,99 inteira e R$34,99 meia entrada.

História e cultura são transmitidas aos turistas por meio de vivências em fazenda de café, alambique, mirante, cervejaria, hotel e rancho

Estância Hidromineral de Socorro, cidade turística localizada no Circuito das Águas Paulista e referência em aventura e ecoturismo, se dedica em atender as necessidades e aspirações dos diferentes turistas. Atualmente, oferece vários tipos de turismo, entre eles o de experiência, que ganha cada vez mais adeptos na cidade. O benefício é que as opções estão todas inseridas em meio à natureza e ao ar livre, preferência de destinos, nesta época de pandemia.

No turismo de experiência existe interação mais aprofundada com o espaço visitado, que envolva temas da região como história, cultura e gastronomia, por exemplo. Para a Associação de Turismo da Estância de Socorro, ASTUR, “a ideia é que este turista aprenda algo novo, viva algo inusitado, seja visitando uma fazenda de café e conhecendo a importância dela para o entorno e finalizando com o cheirinho de café que o remete a boas lembranças, saboreando um bolinho de chuva que faz lembrar a infância ou conhecendo a horta orgânica de onde vem o alimento”. E completa: “ele busca viagens que estimulem seus sentidos e sentimentos; quer produtos e serviços diferenciados que despertem emoções únicas e marcantes”.

Experiência em meio à natureza na Estância Hidromineral de Socorro

Fazenda 7 Senhoras

Em Socorro, os apreciadores de café não podem deixar de fazer a visita guiada na Fazenda 7 Senhoras. Nela, o turista conhece a plantação e o processo de beneficiamento do café, conduzido por um guia que apresenta a história da fazenda e do trabalho no pós-colheita, que compreende a etapa da via úmida, terreiro, secadores, bem como a unidade de beneficiamento e seleção de grãos. Nada melhor que finalizar na cafeteria, onde um barista demonstra alguns métodos de preparo de café, descreve as principais características e oferece para degustação. A visitação leva 1h30 e custa R$ 40 por pessoa.

A fazenda oferece também a visita básica, com 45 minutos e que inclui a apresentação na cafeteria com demonstração do barista e degustação do café, a R$ 25 por pessoa. Nos dois casos é necessário agendar com antecedência pelo site. São cinco horários às quintas, sextas e sábados, que vão das 9h20 às 16h.

Mirante Pedra Bela Vista

Uma das vivências mais concorridas da cidade é o Pan de Palo no Mirante Pedra Bela Vista. A receita peruana foi ambientada em um dos pontos mais altos de Socorro, em meio à natureza e conquistou os turistas. A massa do pão é colocada em uma haste de madeira para possibilitar que a pessoa asse na brasa da fogueira. Depois disso, é possível escolher entre cerca de nove sabores – que podem variar – para rechear o pão.

O resultado é delicioso, mas o bate papo com risadas e histórias em torno da fogueira quase rouba a cena. Por falar em cena, fazer a experiência durante a contemplação do pôr do sol é um esplêndido pano de fundo. Oferecido todos os dias, das 10h às 19h, custa R$ 15 por pessoa e não é preciso agendar.

Rancho Pompéia

Quem cresceu ou passou férias quando criança no campo vai adorar o café caipira do Rancho Pompéia. “Aquela” mesa farta na varanda, cheia de guloseimas feitas com amor e capricho, com certeza remeterão a muitas lembranças da infância. A propriedade rural e familiar produz doces, geleias, pães, biscoitos e queijo. Todos inclusos no café caipira, que ao todo oferece mais de 20 itens.

Focado no resgate das tradições, o objetivo é fazer lembrar aquele sabor da casa da vó, com o bolinho de chuva, bolo de maçã com canela e cuca de maçã e de banana, por exemplo. Tudo isso com muita prosa, claro, em uma aconchegante casa estilo colonial. O café caipira pode ser saboreado todos os dias das 8h às 11h e das 15h às 18h, para grupos de no mínimo 10 pessoas, precisa ser agendado e custa R$ 25,00 por pessoa; crianças de 6 a 11 anos pagam R$ 15 e até 5 anos é gratuito.

Sítio Sabores do Currupira

Outro lugar que é para voltar à infância é o sítio Sabores do Currupira, também com o café caipira. São mais de 20 itens caseiros e artesanais que incluem 4 tipos de bolos, 4 tipos de pães caseiros João deitado, bolinho de chuva doce, bolinho de chuva salgado, torta de legumes, queijo fresco, doces, café, leite, suco, fruta da época e as famosas geleias feitas com frutas plantadas e colhidas ali mesmo. Após o café, um animado passeio de trator pela propriedade de agricultura familiar, para conhecer um pouco do dia a dia.

O passeio termina em um lugar estratégico para apreciação do pôr do sol. O café é servido todos os dias, das 14h às 17h e custa R$ 45 por pessoa. Precisa ser agendado com antecedência e está disponível para grupos de no mínimo 12 pessoas.

Cervejaria Quinta do Malte

A cervejaria Quinta do Malte – mais antiga cervejaria artesanal da cidade e instalada em meio à natureza – produz uma linha de cervejas e chopes artesanais com uma das melhores águas do país. Além disso, utiliza processos que garantem uma bebida de sabor único e exclusivo, “feita com arte e paixão”, como gostam de enfatizar. Isso pode ser sentido nos tours pela fábrica, guiados pela beer sommelier Candy Nunes. São cerca de 45 minutos de uma verdadeira aula sobre a história da cerveja, escolas cervejeiras, estilos, insumos, processos de fabricação e curiosidades.

O momento especial é o percurso dentro da cervejaria, para conhecer e identificar as etapas de produção até chegar aos tanques de maturação e poder degustar dois estilos diferentes. A visitação é realizada aos sábados (11h, 14h e 16h) e domingos (11h e 14h) e deve ser agendada com antecedência. O valor é de R$ 48 por pessoa, que ganha um kit com uma taça personalizada.

Alambique Pioneira

Se a preferência é por uma “branquinha”, o turista deve conhecer o Alambique Pioneira, que oferece visitação gratuita. Nela, em 40 minutos o visitante acompanha a história do local e todos os processos e curiosidades da fabricação de cachaça e licores. Também fabricam rapadura, açúcar mascavo e melado. O alambique funciona de segunda a sábado, das 8h às 17h, e domingo, das 9h às 12h, com pausa para o almoço das 11h às 12h. Não é preciso agendar, a não ser grupos acima de 10 pessoas.

Rede dos Sonhos

A rede dos Sonhos, que engloba os hotéis fazenda Campo dos Sonhos, Parque dos Sonhos e Colina dos Sonhos, também oferece uma experiência bem interessante, que engaja e estimula o envolvimento com a comunidade e cultura local.

A visita monitorada é realizada pelos recreadores que mostram e explicam: as formas de energia natural presentes, como a roda de água e monjolo; as ocas dos índios construídas em 2000; a horta orgânica, onde, entre outras coisas, aprendem a diferença entre hortas; o alambique, para ver toda a fabricação, com direito a degustação de licor e cachaça; a casa de doces, onde são evidenciadas opções de reutilização, como a casca de melancia, que é transformada em doce; o “cafezal ao cafezinho”, onde os hóspedes conhecem todo o processo de preparação do café e têm contato com o café em grão, em pó e em cápsula, com degustação.

O tour é diário, gratuito e tem duração de cerca de 2 horas.

Experiência em meio à natureza na Estância Hidromineral de Socorro

Protocolos de prevenção da Covid-19

Todos os associados da ASTUR estão devidamente orientados sobre os protocolos de prevenção da Covid-19. Cada estabelecimento adotou medidas apropriadas para o tipo de negócio, mas em todos, por exemplo, o uso de máscara pela equipe e pelo turista é obrigatório e está à disposição o álcool em gel. No caso das visitações, o número de pessoas é limitado para evitar aglomeração.

Serviço

Alambique Pioneira – estrada Municipal. dos Pereiras – Visita guiada: de segunda a sábado, das 8h às 17h e domingo, das 9h às 12h, fecha das 11h às 12h; gratuito; não é preciso agendar, a não ser grupos acima de 10 pessoas.
Fazenda 7 Senhoras – Estrada do Bairro do Serrote  –  Visita guiada: às quintas, sextas e sábados (9h20, 11h, 12h40 e 16h). Agendamento antecipado pelo site www.fazenda7senhoras.com.br . De R$ 25 a 40 por pessoa.

Hotéis Fazenda
Campo dos Sonhos – Estrada dos Sonhos, Km 06 s/n, Estrada Lavras de Baixo
Colina dos Sonhos – Estrada do Serrote, km 12 – Serrote
Parque dos Sonhos – Estrada da Varginha, km 7, s/n Zona Rural

Pedra Bela Vista – Estrada Municipal dos Cubas, s/n Dos Cubas  – Pan de Palo: todos os dias, das 10h às 19h; R$ 15 por pessoa; não é preciso agendar
Quinta do Malte – rodovia capitão Bardoino, 4320 – Nogueiras –  Tour guiado: sábados (11h, 14h e 16h) e domingos (11h e 14h); agendamento antecipado pelo: (11) 9.8186.9191. R$ 48 por pessoa
Rancho Pompéia – Estrada da Pompéia, 3,5 km  –  Café Caipira com agenda prévio: todos os dias, das 8h às 11h e das 15h às 18h; grupos com no mínimo de 10 pessoas;  custa R$ 25,00 por pessoa; crianças de 6 a 11 anos pagam R$ 15 e crianças até 5 anos não pagam.
Sabores do Currupira – Sítio Santa Cruz, Currupira, km 14

Café Caipira – todos os dias, das 14h às 17h; R$ 45 por pessoa; grupos de no mínimo 12 pessoas; necessário agendar com antecedência pelo (19) 9.9940.3236.

Descubra Socorro

Estância Hidromineral de Socorro, a “cidade aventura”, é um dos nove municípios a integrar o Circuito das Águas Paulista. Já é referência nacional em turismo de aventura e turismo acessível e se dedica para se tornar também um destino sustentável e pet friendly. Para isso, diversas ações de conscientização são criadas e envolvem moradores, empresários e turistas. Gastronomia variada, lazer para toda família e a melhor experiência em atividades culturais e passeios cercados pelas belezas naturais da Serra da Mantiqueira. Visitas guiadas ou autoguiadas em mais de 1300km de caminhos rurais disponíveis ao público.

Procurando por emprego em Sorocaba? Procure em: agências de emprego em sorocaba.

ASTUR – A Associação de Turismo da Estância de Socorro – SP, que tem como objetivo a promoção de ações para o desenvolvimento sustentável das empresas associadas e o fomento do turismo de Socorro, sempre em consonância com o COMTUR (Conselho Municipal de Turismo) da cidade. Na “Estância Hidromineral” – status conquistado por cumprir determinados pré-requisitos definidos por Lei Estadual, o que também dá o direito ao município de agregá-lo ao nome -, atualmente, são 60 empresas associadas de diversos setores turísticos como hospedagem, ecoturismo, atividades de aventura, turismo rural, gastronomia e compras.

Mais informações em: www.soccoro.tur.br

Em 2019, fizemos um roteiro de apenas 6 dias pela Suíça e foi fantástico! Conseguimos fazer um roteiro compacto e conhecer uma parte da Suíça em poucos dias. Eu sonhava fazer esse roteiro, e realizei esse sonho! Então, conhecer a Suíça é o seu sonho?

Antes de montar seu roteiro é importante conhecer um pouco do país. Apesar da Suíça ser um país pequeno, tem milhões de lugares para visitar, portanto é melhor que você escolha uma área a ser explorada. Um turista que ainda não conhece a Suíça, pode levar meses para conhecer todas as opções e se for um roteiro muito corrido, não irá aproveitar tudo como deve ser aproveitado.

Optei por conhecer a Região da Riviera Suíça que faz fronteira com a França. Para montar esse roteiro, contei com a ajuda da querida amiga Lívia (do IG @fotosnasuica) que é uma fotógrafa brasileira, residente na Suíça. Aliás, todas as fotos da matéria são de autoria dela que sempre faz um trabalho lindo.

conhecer a Suíça é o seu sonho? Resolvemos ficar hospedados em Lausanne pois encontramos um hotel muito bom e muito bem localizado, e com isso, ficamos em uma região mais central e não precisamos perder tempo mudando de hotel. Vale ressaltar que para conhecer a Riviera Suíça não é necessário se hospedar em mais de um local, pois além de você perder tempo nos deslocamentos, check-in e check-out, as atrações ficam todas muito próximas e toda a região é muito bem servida de transporte público. Outra opção que fizemos, e foi muito acertada, foi não alugar carro! Nosso tempo era curto e os trajetos que iríamos percorrer são super bem servidos de transporte, portanto, alugar um carro seria desperdício de tempo e dinheiro. Optamos por adquirir o Swiss Travel Pass que é um passe de transporte para turistas e dá direito ao uso de trem, ônibus e barcos.

Abaixo, segue o roteiro com a explicação dia a dia.

Dia 1 – Chegada no Aeroporto de Genebra – Do Aeroporto,  pegamos o trem para Lausanne, o trajeto dura mais ou menos 50 minutos e o trem é maravilhoso! No dia da nossa chegada, depois de nos hospedarmos, aproveitamos para conhecer um pouco do centro de Lausanne e explorar o bairro de Flon, que fica no coração da cidade e é o bairro mais descolado da cidade. Lá passeamos pelas lojas e aproveitamos para jantar. Logo depois, retornamos ao hotel pois, no dia seguinte, teríamos que acordar bem cedo. Resolvemos ficar hospedados em Lausanne pois encontramos um hotel muito bom e muito bem localizado e com isso ficamos em uma região mais central e não precisamos perder tempo mudando de hotel. Vale ressaltar que para conhecer a Riviera Suíça não é necessário se hospedar em mais de um local, pois além de você perder tempo nos deslocamentos, check-in e check-out, as atrações ficam todas muito próximas e toda a região é muito bem servida de transporte público. Outra opção que fizemos, e foi muito acertada, foi não alugar carro! Nosso tempo era curto e os trajetos que iríamos percorrer são super bem servidos de transporte, portanto, alugar um carro seria desperdício de tempo e dinheiro. Optamos por adquirir o Swiss Travel Pass que é um passe de transporte para turistas e dá direito ao uso de trem, ônibus e barcos. Abaixo, segue o roteiro com a explicação dia a dia. Dia 1 – Chegada no Aeroporto de Genebra – Do Aeroporto, pegamos o trem para Lausanne, o trajeto dura mais ou menos 50 minutos e o trem é maravilhoso! No dia da nossa chegada, depois de nos hospedarmos, aproveitamos para conhecer um pouco do centro de Lausanne e explorar o bairro de Flon, que fica no coração da cidade e é o bairro mais descolado da cidade. Lá passeamos pelas lojas e aproveitamos para jantar. Logo depois, retornamos ao hotel pois, no dia seguinte, teríamos que acordar bem cedo.
Dia 2 – Nesse dia optamos por fazer o passeio do Trem do Chocolate, e foi maravilhoso! O trem sai do Terminal de Montreux, pontualmente às 8:44 da manhã. Pegamos o trem de Lausanne a Montreux, e de lá partimos para o passeio. O passe para esse trem é pago á parte, e para quem já tem o Swiss Travel Pass, paga um valor menor. O trem é lindo! São vagões “vintage” do Pullman “Belle Époque”, datado de 1915 e os passageiros viajam ao estilo de primeira classe. O trajeto te leva até Montvobon e de lá se pega um ônibus até Gruyère, onde tem uma visita à Maison Gruyère, onde você conhece toda a história e processo de fabricação do famoso queijo. A partir de Gruyère, seguimos no mesmo ônibus até Broc, onde fica a Fábrica de chocolates Cailler – Nestlé. Essa visita é sensacional, a fábrica é linda e a visita vale super à pena. Esse passeio todo é um passeio de dia inteiro (aproximadamente 9 horas de duração) e o trajeto do retorno é feito todo em ônibus, e te leva até a estação de Montreux de volta. Dia 3 – Dia de conhecer Berna! Muitos não sabem mas a capital da Suíça se chama Berna. É uma cidade linda e nós amamos conhecer! O trajeto de trem dura aproximadamente 1:30h, mas você nem sente, pois o trem é super confortável e as paisagens são lindas. É mesmo um passeio super agradável. Obviamente, em um só dia é impossível conhecer tudo, mas amamos passar por lá e nosso dia foi super agradável. Chegamos na cidade e fomos direto ao Rosengarten, o jardim das rosas! É um jardim lindo, e como estávamos em plena primavera, pegamos tudo florido. O passeio pelo jardim é super agradável, e de lá temos vistas lindas da cidade.  Tiramos fotos panorâmicas da cidade, vimos a estátua de Einstein, paramos no bistrô do jardim para tomar um suco, depois seguimos até o parque dos Ursos, que é super legal na beira do Rio Aar. Lá fizemos outra parada para tirar fotos e ver os ursos brincando. A cor da água do Rio é impressionante! Berna já fica localizada na parte alemã da Suíça, portanto, o idioma local é o alemão e tem excelentes restaurantes de comida típica e cervejas super gostosas. Depois dessa paradinha estratégica, seguimos para conhecer a Catedral de Berna, a casa de Einstein e terminamos o dia no Palácio Federal da Suíça, podendo assim ter uma visão geral de “Old Town”. Dia 2 – Nesse dia optamos por fazer o passeio do Trem do Chocolate, e foi maravilhoso! O trem sai do Terminal de Montreaux pontualmente às 8:44 da manhã. Pegamos o trem de Lausanne a Montreaux, e de lá partimos para o passeio. O passe para esse trem é pago á parte, e para quem já tem o Swiss Travel Pass, paga um valor menor. O trem é lindo! São vagões “vintage” do Pullman “Belle Époque”, datado de 1915 e os passageiros viajam ao estilo de primeira classe. O trajeto te leva até Montvobon e de lá se pega um ônibus até Gruyere, onde tem uma visita á Maison Gruyere, onde você conhece toda a história e processo de fabricação do famoso queijo. A partir de Gruyere, seguimos no mesmo ônibus até Broc, onde fica a Fábrica de chocolates Cailler – Nestlé. Essa visita é sensacional, a fábrica é linda e a visita vale super a pena. Esse passeio todo é um passeio de dia inteiro (aproximadamente 9 horas de duração) e o trajeto do retorno é feito todo em ônibus, e te leva até a estação de Montreaux de volta. Dia 3 – Dia de conhecer Berna! Muitos não sabem mas a capital da Suíça se chama Berna. É uma cidade linda e nós amamos conhecer! O trajeto de trem dura aproximadamente 1:30h, mas você nem sente, pois o trem é super confortável e as paisagens são lindas. É mesmo um passeio super agradável. Obviamente, em um só dia é impossível conhecer tudo, mas amamos passar por lá e nosso dia foi super agradável. Chegamos na cidade e fomos direto ao Rosengarten, o jardim das rosas! É um jardim lindo, e como estávamos em plena primavera, pegamos tudo florido. O passeio pelo jardim é super agradável, e de lá temos vistas lindas da cidade. Tiramos fotos panorâmicas da cidade, vimos a estátua de Einstein, paramos no bistrô do jardim para tomar um suco, depois seguimos até o parque dos Ursos, que é super legal na beira do Rio Aar. Lá fizemos outra parada para tirar fotos e ver os ursos brincando. A cor da água do Rio é impressionante! Berna já fica localizada na parte alemã da Suíça, portanto, o idioma local é o alemão e tem excelentes restaurantes de comida típica e cervejas super gostosas. Depois dessa paradinha estratégica, seguimos para conhecer a Catedral de Berna, a casa de Einstein e terminamos o dia no Palácio Federal da Suíça, podendo assim ter uma visão geral de “Old Town”. Dia 4 – Esse foi o dia de explorar Lausanne, Evian e Ouchy, que fica na beira do Lago Leman. Estava um dia lindo e aproveitamos o sol, passeamos muito a pé admirando a cidade. Caminhamos na beira do lago até o Museu Olímpico, que é lindo e não pode deixar de ser visitado! O museu conta a história de todas as olimpíadas passadas. Tem um jardim lindo e uma área interativa muito legal. É enorme, e se você se interessar, pode passar um dia inteiro por lá, tamanho o acervo deles. Bem pertinho do museu está o Famoso hotel Beau Rivage, onde a Imperatriz Sissi da Áustria se hospedava com frequência. Esse passeio na beira do lago é lindo, e o dia passa e você nem percebe. Nessa região você encontra muitas lojinhas de souvenirs e restaurantes legais. Ao final do dia, atravessamos de barco até Evian. O passe do barco também está incluído no Swiss travel pass, e Evian é uma cidade lindinha. O dia estava muito quente e adoramos ir até Evian, conhecer a pequena cidade. Não há muito o que se fazer por lá, entretanto, só o passeio de barco pelo Lago Leman já vale. Em Evian, no calçadão à beira do Lago, você encontra o letreiro da cidade e bem pertinho, +- 500 m você encontra a Fonte Cachat, de onde sai a famosa água Evian. Dia 4 – Esse foi o dia de explorar Lausanne, Evian e Ouchy, que fica na beira do Lago Leman. Estava um dia lindo e aproveitamos o sol, passeamos muito a pé admirando a cidade. Caminhamos na beira do lago até o Museu Olímpico, que é lindo e não pode deixar de ser visitado! O museu conta a história de todas as olimpíadas passadas. Tem um jardim lindo e uma área interativa muito legal. É enorme, e se você se interessar, pode passar um dia inteiro por lá, tamanho o acervo deles. Bem pertinho do museu está o Famoso hotel Beau Rivage, onde a Imperatriz Sissi da Áustria se hospedava com frequencia. Esse passeio na beira do lago é lindo, e o dia passa e voce nem percebe. Nessa região você encontra muitas lojinhas de souvenirs e restaurants legais. Ao final do dia, atravessamos de barco até Evian. O passe do barco também está incluído no Swiss travel pass, e Evian é uma cidade lindinha. O dia estava muito quente e adoramos ir até Evian, conhecer a pequena cidade. Não há muito o que se fazer por lá, entretanto, só o passeio de barco pelo Lago Leman já vale. Em Evian, no calçadão à beira do Lago, você encontra o letreiro da cidade e bem pertinho, +- 500 m você encontra a Fonte Cachat, de onde sai a famosa água Evian. Dia 5 – Esse dia foi inteiramente dedicado à Genebra, essa cidade linda e encantadora! Localizada à beira do Lago, no verão tem várias atrações às suas margens. Estava tudo bem cheio, mas super agradável. O lago é enorme e seu principal cartão postal é o Jet D’eau – um jato d’água de 140 metros de altura. No verão, esse passeio é bem legal, pois tem várias atrações nesse local. Eles deixam pianos para serem usados, tem passeios de trem, uma parte do lago se transforma em praia, tem barraquinhas de comidas típicas, e lá você também encontra a famosa roda gigante de Genebra e o relógio das flores, com mais de 6 mil flores plantadas!!! Se você ainda tiver disposição para caminhar, não deixe de ir até a cidade velha conhecer as atrações da cidade alta. A Catedral é linda, e de lá você consegue ter uma vista panorâmica de 360 graus da cidade. Por toda a cidade você encontra fontes de água potável, isso é delicioso em dias quentes! Dia 6 – Nesse dia fomos visitar Montreux e Vevey. Essas duas cidades são verdadeiros ícones na Riviera. Cidades onde moraram Freddie Mercury e Charlie Chaplin. O melhor mesmo nessa dobradinha em dias de calor é caminhar à beira do lago. Em Montreux, começamos o nosso dia conhecendo o Castelo de Chillon, um castelo Medieval super charmoso que fica há 30 minutos do centro. A visita ao castelo dura em torno de 2 horas e eu super indico! Vale muito à pena, e a vista, além de ser linda, rende fotos incríveis! Logo após, pegamos o barco bem em frente e retornamos ao centro da cidade. Lá tiramos algumas fotos com a estátua do Freddie Mercury e nos perdemos pelas lindas ruas super bem cuidadas e floridas nessa época do ano. Após esse passeio, fomos caminhando pela beira do lago até Vevey, onde você encontra a estátua de Chaplin e o imperdível museu Chaplin’s World, que fica localizado na casa onde ele e sua família viveram. Em Vevey, você também encontrará o Museu Alimentarium, que foi fundado pela Nestlé  e fala sobre nutrição de uma forma interativa. Logo após esse passeio, pegamos o teleférico e fomos até Mònt Pelerin, uma super dica! Lá paramos para admirar uma das vistas mais lindas que já vi na vida, o local é super alto e você consegue avistar, além do lago, uma boa parte de Lavaux, que é uma região vinícola considerada Patrimônio Mundial pela Unesco.

 

Dia 5 – Esse dia foi inteiramente dedicado à Genebra, essa cidade linda e encantadora! Localizada à beira do Lago, no verão tem várias atrações às suas margens. Estava tudo bem cheio, mas super agradável. O lago é enorme e seu principal cartão postal é o Jet D’eau – um jato d’água de 140 metros de altura. No verão, esse passeio é bem legal, pois tem várias atrações nesse local. Eles deixam pianos para serem usados, tem passeios de trem, uma parte do lago se transforma em praia, tem barraquinhas de comidas típicas, e lá você também encontra a famosa roda gigante de Genebra e o relógio das flores, com mais de 6 mil flores plantadas!!! Se você ainda tiver disposição para caminhar, não deixe de ir até a cidade velha conhecer as atrações da cidade alta. A Catedral é linda e de, lá você consegue ter uma vista panorâmica de 360 graus da cidade. Por toda a cidade você encontra fontes de água potável, isso é delicioso em dias quentes! Dia 6 – Nesse dia fomos visitar Montreux e Vevey. Essas duas cidades são verdadeiros ícones na Riviera. Cidades onde moraram Freddie Mercury e Charlie Chaplin. O melhor mesmo nessa dobradinha em dias de calor é caminhar á beira do lago. Em Montreux, começamos o nosso dia conhecendo o Castelo de Chillon, um castelo Medieval super charmoso que fica há 30 minutos do centro. A visita ao castelo dura em torno de 2 horas e eu super indico! Vale muito a pena e a vista além de ser linda, rende fotos incríveis! Logo após, pegamos o barco bem em frente e retornamos ao centro da cidade. Lá tiramos algumas fotos com a estátua do Freddie Mercury e nos perdemos pelas lindas ruas super bem cuidadas e floridas nessa época do ano. Após esse passeio, fomos caminhando pela beira do lago até Vevey, onde você encontra a estátua de Chaplin e o imperdível museu Chaplin’s World, que fica localizado na casa onde ele e sua família viveram. Em Vevey, você também encontrará o Museu Alimentarium, que foi fundado pela Nestlé e fala sobre nutrição de uma forma interativa. Logo após esse passeio, pegamos o teleférico e fomos até Mònt Pelerin, uma super dica! Lá paramos para admirar uma das vistas mais lindas que já vi na vida, o local é super alto e você consegue avistar, além do lago, uma boa parte de Lavaux, que é uma região vinícola considerada Patrimônio Mundial pela Unesco. Talita Furtado é proprietária e Travel Designer do Atelier de Viagem, formada em Administração de Empresas em San Francisco CA, onde trabalhou durante 8 anos em turismo para toda a região da Bay Area. Em 2007, retornou ao Brasil a convite do Comitê Organizador dos Jogos Pan Americanos do Rio de Janeiro. Logo após, foi trabalhar em uma multinacional na área de eventos e viagens e, em 2018, abriu junto com mais 2 sócias a Agencia Atelier de Viagem. Para Maiores informações, www.atelierdeviagem.com.br

Fonte.: Rionoticias  

AquaRio amplia horário de visitação

 AquaRio funcionará, diariamente, das 9h às 19h. Na primeira quinzena de janeiro de 2021, moradores do estado do Rio e turistas brasileiros poderão adquirir bilhetes com descontos através da compra online antecipada .

O AquaRio ampliará o horário de funcionamento na primeira quinzena de 2021 e passará a funcionar das 9h às 19h. Entre 2 e 15 de janeiro, o público poderá planejar o passeio ao que é considerado o “maior aquário da América do Sul” e conhecer de perto toda a beleza da biodiversidade marinha. 

Como forma de estimular a visitação, o atrativo oferecerá descontos tanto para moradores do estado quanto turistas. A ação valerá para quem comprar os bilhetes com até 24 horas de antecedência à data do passeio através do site www.aquariomarinhodorio.com.br . Os ingressos para moradores do estado sairão a R$59,99, já para turistas brasileiros poderão adquirir por R$89,99.  

O AquaRio considera importante, para a segurança do público, o planejamento da visita. Por isso, ao atrativo oferece R$10 de desconto para quem comprar o ingresso com antecedência pelo site. Assim, é possível agendar o horário da visita e curtir essa experiência inesquecível”, diz Camila Sotomayor, coordenadora de operações do AquaRio.

Protocolos rígidos de segurança para visitação 

O AquaRio adota, além das regras e medidas de controle sanitário da Prefeitura do Rio e Organização Mundial da Saúde (OMS), condutas de higienização ambiental diversas vezes ao dia, para a segurança do público.  

Além da capacidade reduzida, o atrativo turístico conta com posto de triagem para aferição de temperatura corporal e higienização de mãos e calçados na entrada, que é feita, exclusivamente, pelo Boulevard Olímpico. Já a saída é feita pela Via Binário.  

O uso de máscara durante a permanência no local é obrigatório, mas nada de comprometa a experiência única de apreciar a vida marinha e os mais de três mil animais que vivem em mais de 20 tanques que fazem parte do circuito de visitação.  

Os elevadores transportam apenas pessoas com deficiência e mobilidade reduzida e o acesso ao terceiro andar — local onde o circuito tem início — é feito pela rampa.  Ao de todo do trajeto, totens indicam os cuidados necessários para uma visitação seguir e, além disso, dispensers e estações de álcool em gel estão em todo o trajeto de visitação. 

O circuito é demarcado com sinalizações para evitar aglomerações e equipes reforçam, a todo momento, o respeito às regras de distanciamento.  

SERVIÇO    Aquario

Praça Muhammad Ali, Gamboa (em frente aos Armazéns 7 e 8 do Porto do Rio)     

Horário de funcionamento de 2 a 15/1/21: Diariamente, das 9h às 19h (com entrada no circuito de visitação até às 18h) 

INGRESSOS AVULSOS    

A partir de R$ 59,99 (crianças de 3 a 11 anos – brasileiros e estrangeiros; jovens de 12 a 21 anos (brasileiros); estudantes (brasileiros); pessoas com mais de 60 anos (brasileiros) e pessoas com deficiência (brasileiros e estrangeiros)   
R$59,99 (promoção compra antecipada online para moradores e pessoas nascidas no Estado do Rio de Janeiro);
R$ 70 (moradores e pessoas nascidas no Estado do Rio de Janeiro) 
R$89,99 (promoção para compra antecipada online de turistas brasileiros
R$ 100 (turistas brasileiros)  
R$ 110 (cidadãos do Mercosul)  
R$ 140 (ingresso individual estrangeiros que não se enquadrem nas modalidades acima) 
Grátis – Crianças menores de 3 anos